Alvo elimina barreiras no contacto telefónico

Mês fevereiro

Alvo elimina barreiras no contacto telefónico

Data 19/02/2010

A Alvo (www.alvo.com) realiza regularmente inquéritos de satisfação a Clientes, no sentido de obter uma opinião sobre os produtos e serviços disponibilizados. Através das respostas obtidas, foi possível apurar que grande parte dos Clientes prefere um atendimento mais personalizado e ficou claro que a maioria preferia a supressão do atendimento através de uma máquina.

No sentido de dar resposta às expectativas dos seus Clientes a Alvo introduziu, a partir de hoje, alterações no seu processo de atendimento de chamadas telefónicas. Esta foi apenas mais uma das medidas que têm vindo a ser introduzidas desde o início de 2010, com o objectivo de prestar um serviço ainda mais eficaz aos seus Clientes.

Paulo Pereira, Director Comercial e Operacional da Alvo, comenta: “Para a Alvo, é extremamente importante apurar a opinião dos seus Clientes, razão pela qual promovemos inquéritos de satisfação regularmente. Fazemos questão de implementar as sugestões recebidas, sempre que possível, porque acreditamos que isto nos ajuda a oferecer um serviço de maior qualidade. Temos a certeza que a implementação de um atendimento personalizado vai ser uma novidade muito bem recebida pelos nossos Clientes, não só porque correspondemos aos seus pedidos, mas também porque este processo se vai tornar mais célere.”

A partir de hoje, qualquer chamada telefónica recebida na Alvo é imediatamente atendida por um elemento da 1ª Linha do suporte técnico. Apenas nas raras ocasiões em que não existem elementos disponíveis, é apresentada uma mensagem automática que informa qual a posição ocupada na fila de espera. O Cliente poderá, neste caso, optar por aguardar pelo seu atendimento personalizado ou deixar uma mensagem.

Para mais informações contacte

  • Sílvia Carvalho

    Marketing, comunicação e média

  • 217221100

    ou nº grátis: 800 789 789

  • [email protected]

    Questões ou sugestões

Imagens e documentos para esta notícia

Subscreva a nossa newsletter