Alvo apoia Earth Hour 2011 para incentivar modo de vida mais sustentável

Alvo apoia Earth Hour 2011 para incentivar modo de vida mais sustentável

Data 23/03/2011

A Alvo (www.alvo.com), sendo uma empresa com uma forte cultura de responsabilidade social, não fica indiferente à questão da protecção do meio ambiente. Neste sentido, procurando suportar iniciativas que elevem a consciência de todos para problemáticas que afectam o futuro do nosso planeta, a Alvo decidiu apoiar a Earth Hour 2011.

Durante a Earth Hour, que irá ocorrer no próximo dia 26 de Março entre as 20:30 e as 21:30, cidades e cidadãos de todo o mundo são convidados a mostrar a sua preocupação com o aquecimento global e reduzir a sua factura energética ao apagar as luzes durante uma hora. A Alvo, num gesto simbólico, mostra o seu apoio a esta causa através da distribuição de 500 velas.

A alteração climática é um problema de todos, pois acarreta enormes perigos para o nosso planeta. A Earth Hour é um acto que simboliza a eficiência e o uso de todos os recursos com inteligência, responsabilidade e de forma sustentável. A Alvo, com a oferta simbólica de uma vela, pretende incentivar as pessoas a adoptar bons hábitos energéticos, que tenham um impacto positivo no ambiente” comenta Sílvia Carvalho, Directora de Marketing e Comunicação da Alvo.

A Earth Hour é uma iniciativa da World Wide Fund for Nature (WWF), uma ONG cuja missão é travar a degradação do planeta e construir um futuro onde os seres humanos possam viver em harmonia com a natureza. Realizada desde 2007, a Earth Hour tem o objectivo de alertar para os perigos das alterações climáticas. Num período de uma hora do último sábado de Março de cada ano, governos, empresas e a população de todo o mundo são convidados a apagar as luzes para demonstrar a sua preocupação com o aquecimento global.

Para mais informações contacte

  • Sílvia Carvalho

    Marketing, comunicação e média

  • 217221100

    ou nº grátis: 800 789 789

  • marketing@alvo.com

    Questões ou sugestões

Imagens e documentos para esta notícia

Subscreva a nossa newsletter