Seguradora Europeia

Case Study

Uma das principais seguradoras europeias do ramo vida.

Fundada em 1988, a seguradora é um grupo internacional de serviços e seguros que está presente em 34 países diferentes. Desde o início, a sua ambição foi mudar a imagem dos seguros, e a sua missão: tornar mais fácil a vida dos seus clientes.

Conta com uma cadeia de mais de 3.800 colaboradores que seguram, dão suporte, concebem, gerem e distribuem
soluções de seguro e serviços de assistência para
particulares, profissionais e empresas.

A seguradora traz singularidade à indústria de seguros e tem escolhido a inovação como a chave para a sua linha de desenvolvimento. O ponto de partida para esta forma inovadora é : “ver os seguros da perspetiva do consumidor”.
Honrar este compromisso e manter as coisas simples, permitiu à seguradora europeira do ramo vida tornar-se em menos de 20 anos o Maior Master Broker de França e uma autoridade Internacional.

O Desafio

Na ausência de um Departamento TI, a seguradora pretendia estabelecer uma parceria com um parceiro da área das TI que pudesse garantir um trabalho de consultoria permanente.
Foram identificados utilizadores distribuídos por dois domínios Small Business, que não devem coexistir na mesma rede pois não é possível estabelecer uma relação de confiança entre eles.

Era necessário reiniciar a aplicação core da empresa cada vez que era necessária manutenção, o que exigia apoio técnico, pois havia o risco de um controlador de domínio não arrancar - maior custo para a seguradora.

O ERP Primavera e SQL estavam instalados num outro controlador de domínio, cada vez que era necessária manutenção nesta aplicação o servidor tinha de ser reiniciado causando paragem parcial na atividade dos colaboradores. Existiam versões muito diferentes de Office entre os utilizadores: 2007, 2010 e 2013. Não havia um sistema de backups integrado.

O Percurso

A seguradora já era cliente da Alvo apenas ao nível do ERP Primavera. O seu Diretor Financeiro, Diamantino Martins, conhecia o serviço SI da Alvo através de experiência num outro cliente. O cliente valorizou a boa impressão que tinha do suporte ERP e SI da Alvo e a facilidade que seria integrar ambos os serviços de suporte na mesma empresa.

A Alvo comprometeu-se em fazer uma auditoria inicial e propor um plano detalhado de melhorias a apresentar à Direção.
Adicionalmente seria prestado um serviço de consultoria constante ao sistema e feitos relatórios de melhoria periódicos. Ou seja, não agir apenas do ponto de vista reativo.

a solução

O sistema foi virtualizado com a tecnologia Microsoft Hyper-V, ou seja, foi instalada uma máquina virtual dedicada para cada aplicação, permitindo total autonomia das empresas de suporte durante as tarefas de manutenção.

O Windows Server SBS 2003 foi desinstalado e instalado o Windows Server atual, permitindo assim acabar com a existência errada de 2 domínios SBS e ao mesmo tempo acabar com a utilização de um sistema operativo descontinuado pela Microsoft. O Exchange local foi migrado para o Exchange Online do Office 365, libertando assim os recursos no servidor controlador de domínio da seguradora.

Foi implementada uma máquina virtual dedicada para o SQL Standard, com instâncias independentes criadas por fornecedor de aplicação; e um sistema de monitorização e gestão remota que permite alertas em tempo real a situações importantes que aconteçam nos servidores e postos.

a implementação

Implementação de sistema único de backups- RUMOS. Ocorreram dificuldades na replicação dos dados para o datacenter da RUMOS devido ao volume de informação.

Unificação do domínio, abate do Windows Server SBS 2003.
Migração do Exchange Local para o Office 365 Exchange Online. Ocorreram dificuldades na migração do conteúdo da store do Exchange devido ao tamanho gigantesco das mailboxes.

Os resultados

A seguradora tem neste momento um sistema informático bastante mais estável e racional, foi reduzido de forma drástica o número de paragens totais dos servidores que impediam o regular trabalho dos colaboradores e por consequência levava a perdas de produtividade da empresa.

A virtualização permitiu a agilização dos processos de suporte a cada uma das aplicações chave da empresa e a não ingerência de terceiros em cada uma das máquinas virtuais. Permitiu ainda flexibilizar e racionalizar todos os recursos físicos dos servidores- CPU, Disco, RAM. A reposição de um servidor virtual é bastante mais simples e rápido do que a reposição de um servidor físico, em caso de falha catastrófica (como de resto já aconteceu).

PEDIR INFORMAÇÕES
@ 2018 Alvo - Todos os direitos reservados