Deseja ser contactado ou tem alguma questão acerca da nossa oferta?







    Sobreviver à crise logística com o apoio da tecnologia

    Os empresários e gestores enfrentam hoje um paradoxo nos seus negócios: são confrontados com uma maior exigência em termos de rapidez das entregas e, ao mesmo tempo, têm de lidar com os constrangimentos das cadeias de abastecimento globais que tornam difícil para as empresas cumprirem com as expectativas dos seus clientes. Em tempos de “mares revoltos”, como aqueles que enfrentamos, como navegar neste cenário de incerteza e de crise logística?

     

    Um melhor planeamento das operações, o recurso a um leque mais alargado de fornecedores e a aposta em cadeias de abastecimento de proximidade, são algumas das estratégias possíveis que as empresas poderão implementar para minimizar o impacto dos constrangimentos logísticos na sua atividade. Mas a tecnologia assume-se, cada vez mais, como um instrumento fundamental para conferir uma maior agilidade às organizações e uma maior precisão das operações.
     
    Nesse sentido, a adoção de soluções de software especializadas na gestão das operações logísticas – como os warehouse manangement systems (WMS) – e que estão integradas com os sistemas ERP, são cada vez mais comuns. Descubra então como a digitalização pode ajudar o seu negócio a ser mais rápido e a evitar ruturas ou atrasos, neste contexto de crise logística.

    Identificar os desafios

     
    Com a expansão do comércio eletrónico, os níveis de exigência aumentaram. A velocidade com que as entregas têm de ser feitas subiu substancialmente. As empresas têm de ser mais flexíveis e mais ágeis para gerir e integrar os vários canais de compra (desde as lojas físicas, passando pelos canais digitais) e proporcionar uma boa experiência de compra aos seus clientes. Fidelizá-los nunca foi tão difícil como hoje.
     
    Paralelamente, as organizações continuam a enfrentar barreiras no funcionamento da cadeia de abastecimento, com destaque para as dificuldades de acesso a determinadas matérias-primas, os problemas que persistem no transporte de mercadorias devido à escassez de contentores e ao congestionamento dos portos devido à falta de mão de obra e a crise energética – que tem contribuído para o aumento dos custos.
     
    A este “cocktail” explosivo há ainda que juntar mais dois fatores de pressão nesta crise logística: o conflito na Ucrânia e a escalada da inflação tornam mais difícil para as empresas fazerem previsões rigorosas sobre a evolução de padrões de consumo, encomendas ou necessidades de inventários.
     
    O recurso a ferramentas tecnológicas – muitas vezes apoiadas em soluções de inteligência artificial e business intelligence – confere às empresas a possibilidade de fazerem uma monitorização rigorosa dos seus processos e anteciparem problemas que possam ocorrer na sua cadeia de abastecimento.
     
     

    Logística
     
     

    Hi-tech warehouse: Venha explorar, em primeira mão, o armazém do futuro

     


    Descubra, numa experiência imersiva única em Portugal, como a tecnologia pode transformar a sua gestão de armazém e ajudar o seu negócio a ultrapassar a crise logística.
     
    A Alvo preparou para si o evento “hi-tech warehouse – Logística Imersiva”, onde poderá visitar a representação de um cenário de armazém equipado com soluções de ponta, com os principais processos a decorrer em tempo real.
     
    É já no dia 28 de junho 2022, na Fundação Oriente, em Lisboa.
    Contacte-nos para mais informações.

    Vantagens da incorporação de tecnologia para enfrentar a crise logística

    • Integração das operações
    •  
      Para que uma cadeia de abastecimento funcione corretamente todos os elos que a compõem têm de estar sincronizados e serem igualmente ágeis. Não adianta a sua empresa ter o armazém mais avançado e um parceiro de transporte eficiente se, por exemplo, os seus fornecedores não cumprirem com os prazos de entrega ou se estiverem frequentemente com ruturas de stocks. A tecnologia ajuda as organizações a fazer a integração das operações com os vários intervenientes da cadeia de abastecimento.
       
       

    • Visibilidade
    •  
      Nos últimos anos, a visibilidade das operações tornou-se num dos principais pilares do negócio das empresas. Cada vez mais, as organizações socorrem-se de ferramentas de rastreamento que lhes permitem ter uma visibilidade end-to-end dos processos logísticos. Desta forma, antecipam-se problemas, implementam-se melhorias e evitam-se ruturas nas operações.
       
       

    • Automação de processos
    •  
      Uma das formas de aumentar a velocidade das operações é através da implementação de automatismos. Seja na gestão de armazéns (através, por exemplo, da solução Primavera Eye Peak), no departamento de recursos humanos (usando soluções como o Primavera OMNIA Employee), ou na gestão dos fluxos financeiros (com o recurso a ferramentas como o Primavera Accounting Automation), a tecnologia pode apoiar a execução de operações em todas as áreas de uma organização que, de outra forma, teriam de ser realizadas manualmente, sendo mais morosas e mais suscetíveis a erros.
       
       

    • Maior previsibilidade das operações
    •  
      Através da introdução de instrumentos analíticos e da disponibilização de dashboards, as empresas conseguem ter acesso rápido a dados presentes e históricos para fazer previsões mais rigorosas sobre o futuro das suas atividades. Estes instrumentos têm ainda a vantagem de ajudar os gestores a identificar novas tendências, facilitando a adaptação das organizações face às mudanças do mercado.

    • Maior controlo de custos
    •  
      Num cenário de crescente inflação, o controlo dos custos é uma preocupação prioritária para garantir a sustentabilidade financeira dos negócios. A incorporação de tecnologia permite reduzir custos através de diversas vias: desde a desmaterialização da documentação, passando por uma melhor gestão dos inventários, pela melhor utilização dos espaços em armazém até à definição das rotas de transporte mais económicas.
       

    • Melhor otimização da equipa
    •  
      A tecnologia não substitui o trabalho humano, pelo contrário: valoriza-o. As soluções de software de gestão permitem às equipas estarem focadas em tarefas de valor acrescentado e onde é necessário um pensamento crítico, enquanto as tarefas mais repetitivas são executadas de forma automática.
       
       

    • Maior rapidez
    •  
      Em última análise, a incorporação de soluções tecnológicas para controlar as diversas etapas da cadeia de abastecimento ajuda as empresas a serem mais rápidas, a evitarem ruturas de stock e a proporcionarem uma melhor experiência de compra aos seus clientes.

    Na Alvo estamos atentos às principais preocupações das pequenas e médias empresas portuguesas – e queremos colocar toda a nossa experiência ao serviço de negócios mais resilientes. Entre em contacto connosco para colocar a sua empresa na linha da frente da digitalização e tornar o seu negócio mais bem preparado para lidar com os constrangimentos logísticos. Ligue grátis 800 789 789 ou contacte-nos por e-mail para [email protected].