Provavelmente já ouviu falar na nuvem (cloud), na nuvem Azure ou cloud Azure. Na realidade, não nos referimos às nuvens constituídas por água na nossa atmosfera, mas aquela nuvem que no meio das tecnologias de informação representa espaços ou serviços geralmente disponibilizados através da rede internet. O que lhe permite abdicar da aquisição de computadores e infraestrutura física no seu escritório.

A necessidade de acesso a espaços e serviços na rede internet é uma premissa atual. Quantos de nós pretendem aceder a todo o nosso ambiente profissional ou pessoal e realizar as nossas tarefas de uma forma expedita e dinâmica através de um dispositivo (móvel, de preferência)!?

Para dar esse passo, é necessário, numa primeira fase, que a gestão das infraestruturas onde estão alojados estes espaços e serviços das organizações, tenha especial atenção por parte dos gestores de redes. Deverá ser validada a estrutura atual, assim como as necessidades atuais e futuras (acessos, servidores, bases de dados, serviços, etc.). A organização deverá ser capaz de perceber se a infraestrutura na cloud irá permitir um plano de redução de custos, e dar resposta às suas necessidades. 

A Microsoft disponibiliza a plataforma Azure como uma robusta solução a este paradigma. A consequente poupança para a sua organização é evidente.

O Microsoft Azure é uma plataforma na nuvem, com base em datacenters distribuídos no globo terrestre, acessível via rede internet ou aplicações específicas.

Permite gerir e disponibilizar serviços integrados, caracterizando-se em traços gerais por:

  • Possibilidade de disponibilizar ferramentas e serviços de caráter proprietário, ou opensource (ex: sistemas operativos Microsoft ou Linux, para múltiplos acessos por colaboradores; instalação de portal para acesso de clientes; ambientes de desenvolvimento para produção de software; máquinas virtuais);
  • Flexibilidade e possibilidade de efetuar mudanças rápidas de adaptação de servidores, de forma a adequar o serviço às exigências dos seus serviços (ex: colocar mais capacidade nos servidores, para que seja possível dar resposta a picos de tráfego num intervalo de tempo, para um site ou serviço de rede; dimensionar perante necessidades pontuais de trabalho);
  • Disponibilização de um vasto leque de ferramentas para que os gestores de rede possam controlar e gerir de forma eficaz, a partir de qualquer local (ex: acesso via portal para gerir os seus serviços de rede, com possibilidade de gestão a partir de Mac OS)
  • Oferece segurança dos dados armazenados e possibilidade de subscrever mecanismos para redução de riscos;
  • Paga apenas o que utiliza, pois é possível escalonar e dimensionar o custo do serviço às necessidades das organizações, e ver em tempo real a estimativa de custos que está a decorrer.

 

Tudo isto com o objetivo de trazer benefícios para a sua organização através de:

  • Redução de custos em infraestrutura (servidores, cablagem, componentes de rede, etc.);
  • Redução de custos em mão de obra localizada (para troca de cabos, troca de discos, etc.)
  • Redução de tempos (ex: quer ao nível das configurações quer nos acessos de funcionários e clientes);
  • Melhorias de velocidade dos serviços disponibilizados, tudo de forma segura e fiável, com vista á produtividade na sua organização.

 

Poderá ver na imagem a seguir a diferença entre as duas realidades: ter todos os recursos e infraestrutura alojados no seu escritório (On Permisses); e comparar com 3 possibilidades de Azure, que mostram a azul o esforço que deixará de ter e passará a ser assegurado pelo Azure.

 

A forma de traduzir estes benefícios para a sua organização, será através de uma estimativa de valor e de condições para uma transição da sua arquitetura atual para Azure ou através de uma implementação de raiz.

 
A Alvo é parceiro Microsoft para a comercialização e implementação de soluções, e é Gold Midmarket Solution Provider e Silver Small and Midmarket Cloud Solutions. 

 

Consulte-nos que teremos gosto em ajudar. 

Veja mais em Software Microsoft!