800 789 789

Deseja ser contactado ou tem alguma questão acerca da nossa oferta?







Diversidade e Inclusão: Não é só politicamente correto, é bom para as empresas


O mês de Junho é celebrado em todo o mundo como o mês Pride. O que começou nos anos 70 como uma marcha da defesa dos direitos gay, tornou-se, nos últimos anos, numa autêntica celebração da diversidade e inclusão.
 

Muito progresso tem sido feito no campo dos direitos LGBTQ+, não só em Portugal, mas em todo o mundo. Por exemplo, parece quase inimaginável, mas só em 2003 é que foram introduzidas leis contra a discriminação no emprego baseada na orientação sexual.
 

O ambiente de festa que se vive em torno das celebrações Pride poderia levar-nos a pensar que já todos vivemos numa sociedade moderna e progressiva. Contudo ainda há muito trabalho por fazer. Uma sondagem Eurobarómetro de Maio de 2019 mostrou que em Portugal, 1 em cada 4 empregados sentir-se-iam “desconfortáveis” ou “muito desconfortáveis” em ter um colega gay / lésbica ou bissexual. No mundo, existem 12 países que criminalizam a homossexualidade com a pena de morte.
 

E que é que isto tem a ver com a Alvo?

 
 
A Alvo sempre se destacou por ser uma empresa “out of the box” e orgulha-se por promover e encorajar a diversidade e inclusão. Achamos que temos um papel a desempenhar em ajudar os nossos Clientes através dos nossos serviços de consultoria, mas também estamos conscientes do nosso papel mais amplo na sociedade.
 

Acreditamos que uma força de trabalho diversificada nos ajuda a ter diferentes pontos de vista distintos quando procuramos soluções para os nossos clientes, e isso é bom para o sucesso do negócio. Uma força de trabalho diversificada prepara-nos melhor para enfrentar os desafios atuais e desafios futuros. Sabemos que ter pessoas de diferentes origens, orientação sexual, raça e religião nos ajudam a posicionarmo-nos como uma empresa onde os colaboradores se sentem valorizados e onde querem dar o seu melhor. Todos são bem-vindos!
 

É por isso que as nossas políticas internas de recursos humanos são cuidadosamente desenhadas para eliminar qualquer tipo de discriminação, que de outra forma poderia acontecer mesmo de forma não intencional. Por exemplo, unificámos o nosso dress code para colaboradores num único que não faz distinção por género; o nosso benefício de seguro de saúde é extensível a qualquer outra pessoa que coabite com o colaborador independentemente do género ou estado civil; qualquer novo colaborador que entre pode ajustar o seu display name de acordo com a sua preferência e identidade de género.
 

No campo do recrutamento também fizemos algumas modificações. Encorajamos qualquer pessoa que se candidate a uma posição na Alvo a que remova do seu CV dados não ligados à sua performance profissional, como o género, idade, estado civil, situação familiar ou outras que não sejam estritamente ligadas á posição a que se está a candidatar. Os nossos colegas que entrevistam candidatos são instruídos a não fazerem perguntas sobre estes aspetos.
 

São tudo pequenas coisas, mas que achamos que todas somadas ajudam a fazer a diferença. Queríamos partilhar a nossa experiência muito positiva ao encorajarmos a diversidade e a inclusão, inspirando outras empresas a seguirem este caminho.
 
 

Maria Antónia Luís
Dir. RH Alvo