800 789 789

Deseja ser contactado ou tem alguma questão acerca da nossa oferta?







DIRETO AO ALVO: Entrevista a Rute Cardoso – Consultora executiva ALVO

“Fui das primeiras pessoas a obter a certificação Primavera, a nível nacional”


Chegou à Alvo há 20 anos, para assegurar funções administrativas. Desde então, Rute esteve entre os primeiros técnicos certificados Primavera, fez parte da expansão da Alvo para Moçambique e assume atualmente a área de Project Lead. O seu percurso de excelência como especialista Primavera não passa despercebido: em 2018, recebeu um Primavera Award da própria software house.
 
 

Tem uma vasta experiência na Alvo e no software Primavera. Como é que começou este percurso?

Começou há 20 anos, quando eu entrei para a Alvo. Foi, exatamente, na altura em que a própria Alvo começava a trabalhar com a Primavera e em que se preparava a nova versão Windows do ERP (ainda o Windows 3.1, na altura).

É curioso porque comecei na Alvo com funções administrativas, para apoiar uma equipa que tinha apenas mais três pessoas. Porém, ao fim de poucos meses, passei também para a área de suporte. É o suporte que acaba por ser a base de todo o percurso que se seguiu. Tornei-me técnica Primavera e fui das primeiras pessoas a obter a certificação Primavera, a nível nacional.

direto ao alvo

Portanto, sempre trabalhou com o ERP Primavera?


Exato, estes 20 anos foram sempre dedicados ao Primavera e estive envolvida na implementação do ERP em todos os clientes da Alvo. Fiz também parte da equipa inicial quando começámos a implementar o Primavera em Moçambique. Tem sido assim o meu percurso, que entretanto evoluiu também para a gestão de projeto.

Como descreveria o que faz atualmente na Alvo?


Atualmente sou Consultora Executiva. Dedico-me, sobretudo, à coordenação de projeto, mas também faço implementação de software e desenho de soluções. A partir deste ano, fiquei responsável pela área de Project Lead, o que implica um nível de gestão de todos os projetos que estão a ser desenvolvidos na Alvo, em conjunto com os outros coordenadores de projeto. Estou ainda com a função de Delivery Lead, ou seja, estou responsável por definir o procedimento a ser adotado pelos projetos e por acompanhar as equipas. O objetivo é garantir que apresentamos um projeto de qualidade e dentro das expectativas do cliente.

São duas décadas dedicadas à Alvo e a projetos Primavera. Como é trabalhar aqui?


Acredito que estes 20 anos falem por si. Gosto de trabalhar na Alvo e, a meu ver, é uma empresa bastante aberta. Podemos falar com qualquer pessoa, mesmo ao nível da administração, e as nossas ideias são sempre ouvidas. As pessoas estão sempre cá para nos ajudar.

Em outubro de 2018, foi distinguida como vencedora da categoria Technical Excellence, nos Primavera Awards. O que significou este prémio para si?


Este foi um prémio atribuído por votação de quem trabalha na Primavera. Por isso, é gratificante perceber que, do lado da software house, é reconhecido o esforço que tenho feito nos últimos anos para recomendar e defender a marca Primavera. Sinto que me veem como uma pessoa interventiva, que diz o que tem a dizer para que tudo melhore e para que a marca Primavera continue a ser uma referência no mercado, apresentando sempre a melhor solução. Sou uma grande defensora da Primavera como marca nacional – acredito que devemos sempre preferir o que é nosso – e tento continuamente fazer com que os projetos sejam sempre melhores.

De que forma vê o seu futuro na Alvo?


Quero continuar nesta área de consultoria, que é uma área de que gosto muito. Costumo brincar a dizer que, se for para mudar agora, só para me reformar ou mudar para funções mais soft. Mas todos que me conhecem sabem que não consigo estar parada. Sou uma workaholic e tenho de estar sempre a aprender coisas novas.