Deseja ser contactado ou tem alguma questão acerca da nossa oferta?







    Como aumentar a competitividade das PME em tempos de incerteza

    O prolongamento dos efeitos da pandemia, a guerra na Ucrânia e as pressões inflacionistas são alguns fatores que poderão vir a condicionar o dia a dia das empresas. Pela positiva, a certeza de que é possível navegar nestas “águas agitadas” e, mesmo neste contexto, aumentar a competitividade das PME e até evoluir na diferenciação de mercado. Como? Adotando a tecnologia certa que possibilite aos seus negócios continuar a crescer. Conheça cinco desafios que as organizações enfrentam e saiba como a tecnologia poderá ser um bom aliado no atual cenário.

     

    Nos últimos anos, com a pandemia e as consequências económicas dos confinamentos, as empresas enfrentaram uma verdadeira corrida de obstáculos que as obrigou a transformar os seus modelos de negócio e a investir na digitalização de processos. Novos desafios perfilam-se no horizonte, associados ao impacto que a guerra na Ucrânia poderá vir a assumir e às crescentes pressões inflacionistas. Tal como no desporto, completar esta corrida com sucesso implica ser ágil, resiliente e apostar na estratégia certa. Como podem as organizações ultrapassar, com sucesso, estes desafios crescentes? Como melhorar a competitividade das PME?
     
     

    1º passo: conhecer as previsões

     
     
    Apesar do clima de incerteza que está a levar as organizações nacionais e internacionais a reverem em baixa as metas de crescimento, as mais recentes previsões do Banco de Portugal e do Governo preveem que a economia portuguesa cresça 4,9% este ano, acima da Zona Euro. E o consumo privado – uma das variáveis mais importantes para as empresas – subirá entre 3,6% e 3,8%. Já as exportações deverão acelerar entre 13,1%, segundo as estimativas do Orçamento do Estado para 2022 e os 14,2%, previstos pelo Banco de Portugal.
     
    Desta forma, as perspetivas, apesar de mais cautelosas e conservadoras face há alguns meses atrás, mantêm-se positivas e apontam para a continuação de crescimento. Ainda assim, tendo em conta o clima de indefinição em relação a algumas variáveis importantes, as empresas deverão munir-se das melhores estratégias para protegerem os seus negócios num cenário mais adverso e manterem-se competitivas. E a resposta a este grande desafio passa – entre outros fatores – pelo aprofundamento da transformação digital.

    5 desafios para melhorar a competitividade das PME, com o apoio da tecnologia

    1. Crescimento das vendas

     
    Um dos efeitos da inflação é a perda do poder de compra, uma vez que os consumidores compram menos produtos com o mesmo dinheiro disponível. Há, pois, uma menor predisposição para o consumo. Neste cenário, as empresas precisam de encontrar estratégias que lhes permitam manter (ou mesmo crescer) as suas vendas. Isso poderá ser conseguido, por exemplo, pela diversificação dos canais de venda, por uma maior aposta na inovação, por uma maior diversificação de mercados ou áreas de negócio. Neste contexto, a adoção de ferramentas tecnológicas permite às empresas não só explorarem novos canais de venda (reforçando, por exemplo, o eCommerce), mas também fazerem uma gestão mais eficaz e integrada das diversas plataformas de distribuição. Com isso, proporciona-se uma melhor experiência ao cliente, fomentando a sua fidelização, com reflexos positivos nos níveis de vendas.
     
     

    2. Balanços robustos

     
    Para controlar a inflação, uma das “armas” que os bancos centrais recorrem é a subida das taxas de juro. Nos Estados Unidos, esse movimento já começou. Na Europa, existe a expectativa de que o Banco Central Europeu possa subir a taxa de juros de referência neste verão. Com esta mudança da política monetária, os custos dos empréstimos dos particulares e das empresas vão aumentar.
     
    Para serem capazes de suportar um acréscimo dos encargos financeiros, as empresas precisam de ter balanços robustos e fazer um controlo de custos rigoroso – uma vez que os custos operacionais das empresas aumentam com a inflação. Só assim as organizações conseguem ganhar resiliência financeira perante cenários mais adversos. Também aqui a implementação de soluções de gestão adequadas permite às equipas gestoras ter acesso a reports e dashboards avançados – como os que estão disponíveis no ERP Primavera –, que dão acesso rápido a indicadores relevantes da atividade da empresa e permitem ter um controlo rigoroso das variáveis-chave do negócio. Ao mesmo tempo, torna-se mais fácil detetar ineficiências e identificar pontos de melhoria.

     
     
     
    Competitividade

    3. Reter talento

     
    A pandemia expôs novas tendências do mercado de trabalho: por um lado, as empresas enfrentam maior competição por talento qualificado em determinadas áreas. Ao mesmo tempo, deparam-se com dificuldades em reter os seus colaboradores, uma vez que a rotatividade é hoje mais elevada do que no passado. Aspetos como uma maior autonomia e uma maior flexibilidade de horários e de formas de trabalhar são cada vez mais valorizados pelos colaboradores. A utilização de ferramentas tecnológicas de trabalho colaborativo e através da cloud são uma das abordagens que as empresas têm ao seu dispor para dar mais autonomia e flexibilidade aos seus colaboradores, contribuindo assim para a retenção de talento. Neste domínio, a gama de ferramentas Microsoft 365 disponibiliza, às equipas, uma evolução na forma de trabalhar: em rede, com colaboração em tempo real e a partir de qualquer lugar.
     
    Também a adoção de ferramentas como o Primavera OMNIA Employee ajuda a dar mais autonomia aos colaboradores para gerirem, atualizarem e registarem informações relacionadas com despesas, férias ou outro tipo de ausências.
     
    Numa outra dimensão, a tecnologia pode ser aplicada para a automatização de processos mais repetitivos e morosos, o que liberta os colaboradores para a realização de tarefas de valor acrescentado, valorizando também o seu papel dentro das organizações.

    4. Maior produtividade

     
    Um dos principais desafios que as empresas portuguesas enfrentam é perceber como podem melhorar os seus níveis de produtividade, poupando tempo e recursos e entregando um melhor produto ou serviço aos seus clientes. Através da incorporação de soluções tecnológicas de produtividade, as organizações conseguem identificar os principais obstáculos à produtividade e melhorar o seu desempenho. Neste sentido, soluções como o Microsoft Power Platform são indicadas para agilizar os processos de negócio, uma vez que reúnem diversas ferramentas que facilitam a análise de dados e a automatização de fluxos de trabalho.
     
     

    5. Maior agilidade perante as mudanças

     
    A pandemia acelerou o ritmo de funcionamento das economias. As mudanças são hoje mais rápidas e as empresas têm que ser mais ágeis para se adaptarem às novas condições do mercado e assim manterem-se competitivas. Para isso é fundamental o aprofundamento da digitalização de processos. A incorporação de soluções tecnológicas que permitam automatizar processos e de ferramentas de business analytics são cada vez mais críticas para que as organizações possam antecipar tendências e serem mais rápidas a agir. Exemplo disso mesmo é a plataforma de business intelligence Microsoft Power BI. Esta ferramenta permite combinar a informação de diversas fontes num único canal, obter análises robustas e apoiar os gestores na tomada de decisões mais rápidas e informadas.

    Principais vantagens da incorporação da tecnologia no seu negócio

     
    Em cenários de incerteza, como aquele em que vivemos, o reforço da aposta na digitalização é um trunfo para as organizações conseguirem obter:
     

    • maior simplificação, desmaterialização e automatização de processos;
    •  

    • maior integração das atividades dentro da empresa e também com os seus parceiros;
    •  

    • maior flexibilidade: os negócios podem ser geridos em qualquer hora e a partir de qualquer lugar;
    •  

    • melhor capacidade de fazer previsões de vendas com maior rigor;
    •  

    • resposta mais rápida aos clientes;
    •  

    • maior controlo sobre as operações.

     
     
    Se a sua organização precisa de apoio para encontrar as soluções que permitam melhorar o seu desempenho e produtividade, ganhar uma maior proximidade junto dos seus clientes e aumentar a resiliência da sua atividade, entre em contacto connosco. Na Alvo, temos experiência comprovada para lhe dar todo o apoio neste processo. Ligue grátis 800 789 789 ou contacte-nos por e-mail para [email protected].